Entenda o que é IoT: mencionada em 1999 e até hoje atual

Dec 3 / Paulo Oliveira
Sem dúvida alguma, a Internet of Things, popularmente conhecida como IoT, está entre os principais avanços da última década. Com aparelhos cada vez mais hiperconectados, as possibilidades ficam cada vez mais relevantes.

Por exemplo, acredita-se que a partir da internet das coisas será possível construir cidades inteligentes que sequer tenham problemas com transporte, insegurança, calor, entre outros tantos problemas reais e rotineiros.

Essa possibilidade está cada vez mais próxima por conta da rápida popularização de gadgets hiperconectados. Na prática, conforme cresce a acessibilidade digital, mais fácil fica este futuro realmente acontecer.

Hoje, a Linux Solutions preparou este artigo e reuniu as principais informações sobre a IoT, explicando desde o seu conceito até a sua importância para pequenas e médias empresas.

O que é IoT?

Idealizado por Kevin Ashton ainda em 1999, época onde a internet ainda dava os primeiros passos, as primeiras menções à Internet of Things ganharam força apenas em 2009. À época, Ashton publicou o artigo viral “A Coisa da Internet das Coisas” e repercutiu a ideia de ter diferentes dispositivos conectados com propósito de acumular dados.

Uma vez armazenados, os dados seriam usados para quantificar problemas reais e deste modo encontrar as melhores soluções, beneficiando toda a sociedade.

Hoje já é possível afirmar que Ashton está certo graças aos celulares que ficam conectados a PCs, câmeras, luzes e até mesmo portas de entrada. Caso a visão de IoT realmente se prove certa, relógios, carros, aviões, entre outros exemplos, terão mais autonomia nos próximos anos.

Importância da Internet das Coisas

A IoT se mostra única e indispensável nos próximos anos por quantificar as informações de aparelhos conectados à internet. Isto é, todo dispositivo conectado passa a ter uma função social e ajuda na criação de soluções mais efetivas.

Aliados à IoT, o aprendizado de máquina (Machine Learning ou ML) pode ser capaz de processar as informações coletadas e com isso definir alternativas mais viáveis.

Por exemplo, carros conectados à internet devem apresentar rotas frequentemente usadas. Nisso, os sistemas de condução de fluxo, como sinais e nível de velocidade, definem rotas mais eficazes e que aceleram a agilidade do trânsito.

Este é apenas um exemplo de como a Internet of Things impactará e ajudará toda a sociedade.

Por que a Internet das Coisas é interessante para programadores?

Especialmente para programadores, a IoT deve ser encarada como uma oportunidade de crescer profissionalmente e garantir salários cada vez mais altos.

Conforme os avanços de acessibilidade digital crescem entre as empresas, a busca por soluções de quantificação de dados se mostra ainda mais inevitável. Justamente por isso, os perfis especializados em Internet of Things devem ser os mais procurados.

Isso acontece porque apenas um programador especializado consegue elaborar regras de automação e aprendizado de máquina, permitindo separar informações úteis para as empresas.

Por conta da pandemia imposta pela covid-19, a transformação digital acelerou sem precedentes. Portanto, a hora de se especializar em IoT é agora!
Created with